20 de janeiro de 2018 - 00:47

Agricultura

28/12/2017 10:07 Noticias de Hoje RdNews

Suelme afirma que secretaria ganhou importância política nesta gestão e será disputada por partidos

Suelme afirma que pegou a secretaria totalmente sucateada

Um dos principais defensores do Governo Pedro Taques (PSDB), o secretário Suelme Evangelista (PSB) destaca os avanços realizados nos últimos três anos à frente da Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários e diz que em uma eventual reeleição do tucano, a pasta será duramente disputada por partidos aliados, por conta da importância política assumida.

Atualmente, a repartição atende cerca de 140 mil propriedades instaladas em 9 milhões de hectares de terras, por meio de programas de fomento a diversas cadeias produtivas, como a do leite.

Suelme afirma que pegou a secretaria totalmente sucateada, com grande parte de seu quadro de funcionários composto por comissionados – o que chamou de “verdadeiro cabide de empregos”. Ressalta que conseguiu atingir marcas importantes, ressaltando a importância da agricultura familiar no desenvolvimento econômico do Estado acostumado a olhar apenas para as grandes cadeias de produção, como a de grãos.

“O mais importante é que colocamos a agricultura familiar na pauta de políticas públicas de Mato Grosso. A decisão política do governador de não fechar essa secretaria e dar um novo rumo foi sensata e coerente com o propósito político da campanha, de não deixar nenhum mato-grossense para trás”, afirma em entrevista. 

Quanto ao sucateamento encontrado no início de sua gestão, o secretário relembra que o Executivo chegou a pensar em fechar a Empaer, empresa pública vinculada a pasta, responsável por difundir novas tecnologias.

Entre os programas desenvolvidos, Suelme destaca aqueles que foram responsáveis por implantar uma verdadeira revolução tecnológica no campo. Facilitando o trabalho dos produtores e trazendo maior qualidade nos produtos.

O secretário cita o exemplo do programa Pró-Leite, que já distribuiu 500 resfriadores de leite e atende 15 mil pessoas. “Na história da secretaria, ninguém entregou mais resfriadores do que nós entregamos na gestão Pedro Taques. (...) Nós só vamos vencer o jogo da agricultura familiar se tivermos tecnologia”, afirma Suelme, que ainda declara ter entregado 160 patrulhas mecanizadas (160 tratores) para facilitar a vida de muitas famílias.

Receita

De acordo com a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017, o previsto para este ano foi R$ 111,2 milhões. A LOA 2018 estuda destinar R$ 160 milhões, o que significa um acréscimo de R$ 48,8 milhões (43,8%) de um ano para outro.

Conforme a LOA 2018, a Seaf ficará apenas com R$ 26,3 milhões. O restante será dividido entre a Empaer (R$ 130,2 milhões), que desenvolve pesquisas para o desenvolvimento sustentável do meio rural, e a Central de Abastecimento de Mato Grosso (R$ 3,3 milhões).


Copyright 2016 -  Todos os direitos reservados

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo