agronegocio

16/05/2018 10:13

Prešos do aš˙car fecham em alta na bolsa de Nova York apˇs ajuste tÚcnico

No vencimento julho/18, a commodity teve alta de 26 pontos, com negócios firmados em 11.52 centavos de dólar por libra-peso. Na tela outubro/18, houve valorização de 21 pontos, com contratos negociados em 11.85 centavos de dólar por libra-peso. Os demais negócios tiveram alta entre dois e nove pontos.

"No ano, a commodity ainda acumula desvalorização de 21,11%, pressionada pelas previsões de superávit na oferta mundial em 2017/18 e 2018/19. As projeções são baseadas numa produção recorde na Ásia", informou a nota do jornal Valor Econômico de hoje (16).

Os analistas consultados pelo Valor destacaram ainda, que pela primeira vez desde 2001, o país corre o risco de perder o posto de maior produtor mundial de açúcar devido às perspectivas de queda na safra.

Na bolsa de Londres, o lote para agosto/18 fechou negociado em US$ 322,40 a tonelada, alta de 1,30 dólar. No vencimento outubro/18, a commodity foi comercializada a US$ 319,40 a tonelada, valorização de 2,80 dólares. As demais telas tiveram aumento de 70 cents a 1,70 dólar e outras caíram entre 20 e 60 cents de dólar.

Mercado doméstico

No Brasil, os preços do açúcar fecharam em alta nesta terça-feira (15), de acordo com os índices do Cepea/Esalq, da USP. A saca de 50 quilos do tipo cristal foi negociada a R$ 53,15, valorização de 0,89% no comparativo entre os dias.

Etanol

O etanol hidratado, vendido pelas usinas paulistas, foi comercializado a R$ 1.684,00 o metro cúbico, alta de 1,35% em comparação aos preços praticados na segunda-feira (14).


Copyright © 2017  Notícias de Hoje -  Telefone: (65) 3358-5258 - Todos os direitos reservados.