Cidades

05/05/2018 09:39

1ª dama e grupo de servidores movimentam Hemocentro com cadastro de doação de medula óssea

Cerca de 10 servidores da Prefeitura de Cuiabá, juntamente com a primeira-dama Márcia Pinheiro, movimentaram os corredores do Hemocentro da capital, nesta sexta-feira (04), para o cadastro no Registro Nacional de Doares de Medula Óssea, o chamado Redome.   

A ação foi a primeira movimentação da campanha Servidor Doador, mobilizada pela primeira-dama em sensibilidade ao caso da Maria Eduarda, menina de seis anos diagnosticada com a leucemia que eventualmente necessitará de doação de medula óssea.

“Aproveitamos o caso da pequena Maria Eduarda para sensibilizarmos os servidores sobre a importância de ser doador. É rápido! São apenas 5 ml de sangue retirado e você passa a compor um banco de dados com milhares de pessoas necessitando de medula óssea. É uma atitude muito simples que pode salvar uma vida, caso você seja compatível com alguma pessoa. Isso é de uma humanização incrível e não podemos deixar de nos mobilizar”, reforçou Márcia.

De acordo com o Hemocentro, a chance de encontrar doares compatíveis entre familiares é de 25% e de não aparentado é de 1 para 100 mil, via Redome, ou 1 para 1 milhão diante do Banco de Dados Internacional. Portanto, quanto maior o número de pessoas dispostas a doar, as chances de encontrar um doador compatível aumentam significativamente.

O médico e diretor responsável pelo Hemocentro, Wolney Oliveira Taques, ressalta a importância de ações de instituições que promovem a movimentação de pessoas para doações, principalmente por conta da realidade brasileira.

“No Brasil a possibilidade de encontrar doadores compatíveis é menor por conta de toda cultura racial e sua mistura, além do nosso Redome está um pouco baixo. Então ações como essas [Servidor Doador] ajudam bastante, temos empresas que se mobilizam, corporações militares, dentre outras, e a gente fica muito satisfeito e agradecido”, disse.

Entre os servidores que se dispuseram a fazer o cadastro no Redome esteve Tânia Gusmão, funcionária da secretaria de Governo. “Quando vi a convocação para campanha, na hora me prontifiquei. Sou mãe e tenho muito amor ao próximo, pois sei que estou me colocando à disposição para salvar vidas, isso é doar vida em vida”, completou a servidora.

Servidor Doador

O servidor público da Prefeitura de Cuiabá interessado em doar tem à disposição uma van, com capacidade para 15 pessoas, para locomoção ao Hemocentro de Cuiabá. Os interessados podem procurar o Núcleo de Apoio à Primeira-dama que está encarregado da listagem de servidores e o agendamento da ida até o centro de doação.

Os requisitos para ser candidato são: ser maior de 18 anos e ter no máximo 55 anos; documento com foto oficial; não apresentar doença infecciosa, incapacitante, neoplásica (câncer), hematológica (sangue) ou de sistema imunológico, além de estar em bom estado geral de saúde.

Após possuir as exigências e ser cadastrado no Redome, o doador aguarda encontrar alguém compatível para, posteriormente, o contatado para eventual doação de medula óssea. 

O contato do Núcleo de Apoio à Primeira-dama é o (65) 3645-6048 ou pelo primeiradama@cuiaba.mt.gov.br.

Caso Duda

A pequena Maria Eduarda, ou simplesmente Duda, foi diagnosticada aos três anos de idade com leucemia, um tipo de câncer que afeta os tecidos formadores de sangue, incluindo a medula óssea.

Nos últimos anos, Maria realizou o tratamento na Santa Casa de Misericórdia e recebeu alta em novembro do ano passado. Porém, nos últimos dias, após ser internada, foi constatado o retorno da doença. Ela já recebe tratamento com o recebimento de plaquetas e de quimioterapia, o que fez seu estado de saúde ficar frágil e ainda não ter sido possível a realização do exame de compatibilidade.

A avó de Maria Eduarda, Dagliane dos Santos, também convida todos os servidores para contribuir com a ação por meio da aquisição de uma camiseta para custear as despesas do tratamento.

“Quero convidar todo os servidores e colaboradores da prefeitura para doarem 5 ml de seu sangue e fazer o cadastro para se tornar um doador de medula. A minha neta está no hospital lutando pela vida e nós precisamos de muitos cadastros para conseguir uma medula compatível para um futuro transplante. Agradeço imensamente a primeira-dama que está abrindo esse espaço para podermos estar divulgando essa ação que é um ato de amor à vida” disse.

Dagliane ainda reforça a importância de divulgar e convocar mais pessoas a se envolverem para assim atingir outras pessoas, além da pequena Maria Eduarda.

 “Eu preciso de vocês. Nos ajudem, divulguem, leve seus familiares porque quanto mais cadastros tivermos, mais chances de ter uma medula compatível com a Maria Eduarda e quando você se torna um doador não é somente a Duda que você estará ajudando, pois você estará suscetível a qualquer pessoa que necessite de medula óssea”, frisou.         

O número dos familiares de Maria Eduarda é o (65) 99224-6800.   


Copyright © 2017  Notícias de Hoje -  Telefone: (65) 3358-5258 - Todos os direitos reservados.