12 de dezembro de 2017 - 10:58

Mundo

02/09/2017 10:32

Em meio a tensão, haitianos assumem controle da segurança após 13 anos

Após saída de tropas da Minustah, acesso à principal favela de Porto Príncipe é dificultado por homens armados e subordinados ao ‘chefão’ local; dois policiais brasileiros continuarão no país para auxiliar a força local a se qualificar e modernizar

Após 13 anos em que as tropas da missão de paz da ONU coordenaram a segurança no país, o Haiti teve ontem seu primeiro dia com a polícia local no comando. A reportagem do Estado foi intimidada por homens armados ao voltar sem a companhia dos militares brasileiros a um setor de Cité Soleil, favela pacificada em 2007 após intensos confrontos.

A equipe foi abordada por um homem que se dizia chefe de Bel Alkou, uma área de Cité Soleil. Perto de um muro com a figura de Che Guevara descascada, um homem de chinelo, jeans e camisa, se aproximou para perguntar o que o grupo fazia ali. Depois, avisou que ninguém pode entrar na área sem autorização do chefe e que o avisaria para saber o que faria.


Copyright 2016 -  Todos os direitos reservados

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo