Policia

06/06/2018 10:02

Mato Grosso é um dos sete estados que reduziram homicídios de jovens homens

Taxa de assassinatos por 100 mil jovens (sem definição de gênero) em Mato Grosso também reduziu.

Mato Grosso está entre os sete estados da federação brasileira que reduziram a taxa de homicídios por 100 mil jovens homens, na faixa etária de 15 a 29 anos. O Estado apresentou em 2016 redução de 0,4% em relação a 2015. Os dados foram divulgados, nesta terça-feira (05.06), pelo Atlas da Violência 2018, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

As outras unidades federativas que apresentaram redução foram Ceará (CE), Paraíba (PB), São Paulo (SP), Espírito Santo (ES), Amazonas (AM) e Maranhão (MA). O Brasil, por sua vez que conta com 26 estados e o Distrito Federal (DF), registrou, no mesmo comparativo, elevação de 8%.

A taxa de assassinatos por 100 mil jovens (sem definição de gênero) em Mato Grosso também reduziu. Em 2013 a taxa era de 63%, em 2014 atingiu 74,2%, representando um aumento significativo.

No ano seguinte (2015), já no primeiro ano de mandato do atual governador de Mato Grosso, Pedro Taques, a taxa começou a cair, passando para 61,9%. Em 2016 houve mais uma redução, passando para 60,3%, a menor desde 2013.

O secretário de Segurança Pública de Mato Grosso, Gustavo Garcia, destaca que o estado conta atualmente com uma política voltada para combater os crimes dolosos (quando há intenção) contra a vida. “Com isso há investimentos por parte do Governo do Estado em áreas importantes de atuação, como na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, atuação conjunta entre as polícias Militar e Judiciária Civil e fortalecimento de ações repressivas”, pontuou Garcia.

A oferta de serviços de cidadania por parte da Segurança Pública também é ressaltada pelo secretário estadual. “Há diversos programas presentes nas forças de segurança que apresentam resultados positivos. São projetos que tentam tirar os jovens da vulnerabilidade. E isso ajuda na contenção dos índices de homicídios contra os jovens de 15 a 29 anos”.

Mato Grosso teve o pico de registros de assassinatos em 2014 com 1.358 casos, ou 42,1 registros a cada 100 mil habitantes. Desde 2015 os índices têm registrado quedas, quando fechou com 1.203 ou 36,8 casos a cada 100 mil moradores.

Em 2016 foram 1.180 casos ou 35,7 casos a cada 100 mil habitantes. O ano de 2017 fechou com 985 casos e 28,8 a cada 100 mil e a expectativa é que a tendência de queda se repita neste ano.

Consta no Atlas que “em 2016 o Brasil alcançou a marca histórica de 62.517 homicídios, segundo informações do Ministério da Saúde (MS). Apenas nos últimos dez anos 553 mil pessoas perderam suas vidas devido à violência intencional no Brasil”.

Mato Grosso apresenta taxa de homicídio bem abaixo dos sete estados brasileiros com maiores taxas, sendo eles: Sergipe (64,7), Alagoas (54,2), Rio Grande do Norte (53,4), Pará (50,8), Amapá (48,7), Pernambuco (47,3) e Bahia (46,9).


Copyright © 2017  Notícias de Hoje -  Telefone: (65) 3358-5258 - Todos os direitos reservados.